Desde seu lançamento em 2010, Meu Malvado Favorito se tornou um sucesso de público e crítica. O longa produzido pela Illumination Entertaiment, tem como personagem principal o vilão Gru, que com sua aparência peculiar e jeito ranzinza, conquistou a simpatia dos fãs. Mas ele não está sozinho nessa jornada. Gru tem sua equipe de Minions, seres amarelos e atrapalhados, que também conquistaram muitos admiradores.

O roteiro gira em torno da tentativa de Gru de roubar a Lua. Para isso, ele precisa de um raio encolhedor, e é aí que ele conhece três meninas órfãs, que se tornam algo mais que ferramentas para o plano dele. O longa tem muitas cenas engraçadas, que misturam humor característico do cinema infantil com referências pop.

Mas essa não é a única razão para a popularidade do filme. Meu Malvado Favorito também é conhecido por ter uma mensagem edificante por trás da trama. A mudança de Gru é evidenciada no final emocionante, quando ele se apaixona pelas filhas adotivas e renuncia a seus planos megalomaníacos. A jornada do personagem passa de um vilão irreparável para um protagonista que aprende o verdadeiro valor da família.

O filme também é considerado educativo na medida em que aborda temas como adoção e a importância da família para o desenvolvimento emocional das crianças. Os personagens das três meninas passam por um drama familiar, e a forma como Gru as adota e cria um ambiente seguro para elas é algo que pode inspirar adultos.

O filme se tornou tão popular que gerou uma franquia com três sequências e até um spin-off, estrelado pelos Minions. Isso indica que tanto o público infantil quanto o adulto se identifica com os personagens, sejam eles os humanos ou os amarelinhos.

Em resumo, Meu Malvado Favorito é uma animação muito bem produzida, com personagens carismáticos, humor leve e uma mensagem positiva. Acolhido tanto por crianças quanto por adultos, é um filme que pode ser apreciado em diferentes contextos e que deixa uma lição valiosa de que o amor e o cuidado podem transformar até o coração mais malvado.